Viajantes da Baixada Santista

Brotas foi uma cidade surpreendente, já sabíamos do seu potencial ecoturístico, mas a nossa expectativa foi mil vezes superada, acompanhe conosco como foi a nossa passagem por lá.

Onde é Brotas?

É um município de São Paulo, que teve sua origem por volta de 1839, por meio da portuguesa Dona Francisca dos Reis. A origem do nome Brotas, é ainda desconhecida de forma oficial, tendo assim, 4 teses para justificar referido nome: brotas de olho das águas; brotas de broto de capim – que seriam matos que brotam após as trilheiras; brotas, em referência a bolotas – que é o nome dos bolos, feitos pela fundadora da cidade e por fim, homenagem a santa Nossa Senhora das Brotas, feita pela fundadora.

O que fizemos em Brotas?

Brotas tem uma infinidade de Parques, porém a maioria deles não são gratuitos, o que acaba se tornando um passeio custoso, por isso selecionamos para conhecermos aqueles, que mais nos chamaram atenção, durante as nossas pesquisas.

Eco Parque Cassorova

Eco Parque Cassorova foi a nossa primeira parada e já adiantamos, que foi o parque que fez nossos corações vibrarem de tão lindo. Paga-se o valor do passaporte de R$ 70,00 por pessoa, em dez/18. O Parque é composto por restaurante, lanchonete, tirolesa, canionismo, arvorismo e uma bela piscina.

Iniciamos nossa trilha conhecendo a famosa cachoeira Cassorova, que se divide em várias atividades, começamos tomando o banho no deck e a força da água é incrível, renova e revitaliza qualquer alma.

Em seguida, fomos aproveitar a cachoeira, já na sua parte inferior, por sinal super linda também.

Fomos na lanchonete para comer um lanchinho e já aproveitamos para ficarmos um pouquinho na piscina. Dali partirmos para a cachoeira Quatis, que exige um pouco de força física, ainda mais num dia de calor. A trilha da cachoeira tem cerca de 1.5 km, é toda sinalizada, porém consideramos de nível intermediário, tendo em vista que, o caminho tem muitas escadas.

Quatis é incrivelmente linda, tem uma queda da água igualmente forte e nos proporcionou uma contemplação à natureza sem igual. É de se agradecer por tanta beleza!

Também fomos conhecer a bela ponte do parque, que nos possibilitou uma nova visão da cachoeira e daquele verde todo.

Areia que Canta

Se estamos em Brotas, não podemos deixar de conhecer o local mais famoso da cidade e para lá fomos. O complexo Areia que Canta é composto por uma mini fazendinha, restaurante e também é hospedagem. Pagamos o valor de R$ 70,00 por pessoa em dez/18, para fazermos o day use Circuito Areia que Canta. O passeio se inicia numa pequena casinha típica rural, onde rola um vídeo de apresentação do complexo. Após, somos levados a nascente do areia que canta, por meio de trator, o trajeto durou em média, uns 10 minutos.

O areia que canta de fato é belíssimo, mas a forma como o passeio é desenvolvido pelo Parque frustou parcialmente a nossa expectativa. Como assim? Para quem não conhece, a cidade de Nobres, tem o Aquário Encantado, que é similar ao de Brotas e lá você faz flutuação guiada em grupos pequenos num período de 30 minutos, em Brotas, além de ficarmos no máximo uns 10 minutos na aguá, os grupos são compostos por até 30 pessoas, então dependo da quantidade do grupo, nem 10 minutos você fica curtindo aquela beleza, é o famoso ” fui e tirei foto”, mas sem aproveito real do local, acaba sendo mais contemplativo. Entendemos que, o complexo é super zeloso com aquele tesouro, mas podiam repensar na quantidade de grupos que formam e tentar propiciar ao viajante maior experiência na nascente.

Em seguida, fomos no rio Tamanduá e depois rolou uma hidromassagem natural numa cavidade do rio.

Parque dos Saltos

Parque com entrada gratuita no centro da cidade, achamos ele encantador, no final da trilha ainda encontramos uma cachoeira belíssima com aquela aguinha fria, forte e renovadora, rs. O Parque nos rendeu belas fotos e nos trouxe muita paz, tem tudo a ver com o estilo da cidade.

Cachoeira do Astor

Pagamos o valor de R$ 40,00, em dez/18, por pessoa para conhecê-la, dispõe de estacionamento e fica no “quintal” de uma propriedade. No local tem ‘senhorzinho’ orientando sobre a cachoeira e para prestar algum tipo de assistência. A cachoeira se torna especial, pelos seus paredões, lembrando inclusive os canyons de Capitólio.

E gastronomia, o que fizeram?

Brotas Bar

É um dos mais famosos restaurantes de Brotas. Instalado num casarão centenário, com rica decoração de temas esportivo e rústico.  É possível ficar tanto na parte externa como interna térrea e superior.  A gastronomia também é super interessante, comemos uma pizza de massa fininha apelidada de  Pizza Gourmet Brotas Bar, composta por mussarela, gorgonzola, toque de mostarda dijon, farofinha de alho e pimenta biquinho e  experimentamos a imperdível caipirinha de banana.

Riff Burger & Beer

Clássica hamburgueria da cidade, com uma decoração bem jovial. Experimentamos os hambúrgueres Veggie (pão de brioche com mix de cogumelos, queijo prato, cream cheese e cebolas caramelizadas) e o Texas (pão de briche, hambúrguer angus artesanal, cheddar, segundo eles exclusivamente produzido na serra da canastra, onion rings e bacon).

Pub Brotas Beer

Bateu aquela vontade de experimentar cerveja artesanal? Esse é o local ideal. São várias opções de cervejas diferentes, gostamos muito do ambiente e principalmente das brejas. A decoração também é super bonita e rica em detalhes.

Brotas Zen

Em todas as nossas pesquisas sobre o Brotas Zen, em especial sobre o jantar noturno que eles fazem para casais, na parte do bistrô, decidimos que seria parada mais que obrigatória, porém infelizmente, justo na nossa ida, o estabelecimento não ofereceu o jantar, por ter um evento na data. Não nos demos por vencidos e fomos para almoçar,  no estilo a la carte. A comida é super saborosa, mas achamos a quantidade pouca, em relação ao preço (R$ 96,20), inclusive fizemos essa sugestão a gerência, para que analisassem melhor a quantidade de comida ofertada, já que o prato é destinado a duas pessoas. Assim, almoçamos o Filé Mignon Grelhado. Servido com Risoto de Abobrinha, Queijo Parmesão e Tomates Cereja.

Os sucos da casa, são super naturais e deliciosos, experimentamos desde um detox verde a pitaya. A apresentação dos sucos também é super fofa, vem com um frase reflexiva. Experimentamos também a sobremesa, chamada de mini horta,  com a aparência de vaso de flor, muito gostosa  lindaaaaa!!  A sobremesa é composta por um  mousse de doce de leite, servido com uvas, castanhas e ovomaltine.

O local é especialmente bonito, calmo, com muito verde, inclusive vimos um lagarto bem na hora que chegamos. No geral é um local que voltaríamos e super queremos conhecer a parte do bistrô. 

Acomodação? Como foi?

Nos hospedamos no Chácara D’Floresta, por meio do aplicativo Airbnb. Local muito limpo, repleto de natureza e anfitrião super gentil.

|Planeje a sua viagem

Gostou das nossas dicas? Acompanha nosso blog? Ama viajar? Se sim, para todas as perguntas, rs, faça as reservas de sua próxima viagem através de nossos aplicativos parceiros de hospedagem!

Você não paga nenhum valor a mais por isso, na verdade você recebe desconto e nós ganhamos uma pequena comissão.

  • Reserve seu Hotel no Booking, somente para novos hóspedes. Por esse aplicativo receba R$ 50 se reservar e se hospedar pelo link.
  • Reserve sua Acomodação no Airbnb. Por esse aplicativo receba R$ 130,00 em créditos de viagem quando se cadastrar  pelo link. Somente para novos hóspedes do Airbnb.

Anúncios

One Reply to “Brotas|Hospedagem e Passeios”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: